volta ŗ home page
O LISA
 
ACERVO EQUIPE BANCO DE DADOS

O Laboratório de Imagem e Som em Antropologia, ligado ao Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, foi inaugurado em Outubro de 1991. Desde então vem atuando como um centro básico de pesquisa e formação de alunos no campo da Antropologia Visual e da Etnomusicologia, permitindo, assim, que docentes, alunos e pesquisadores produzam e se utilizem de registros de imagens e de sons. Uma das propostas do Laboratório é também promover encontros de docentes e pesquisadores que trabalhem nas diferentes áreas da Antropologia. O Lisa abriga um acervo de cerca de 1500 vídeos, 8000 imagens (entre fotos, cromos e chapas de vidro), fitas cassetes, discos, CDS, além de documentos de referência, como livros, teses e catálogos.

Desde 1995 abriga o GRAVI (Grupo de Antropologia Visual), coordenado por Sylvia Caiuby Novaes, reunindo bolsistas de Inicia√ß√£o Cient√≠fica, alunos de p√≥s-gradua√ß√£o em Antropologia e pesquisadores interessados em um maior conhecimento desta √°rea da Antropologia e nas possibilidades de an√°lise de imagens a partir de uma perspectiva antropol√≥gica. A partir de 2005 passou a abrigar o NAPEDRA (N√ļcleo de Antropologia da Performance e do Drama), coordenado pelo Prof. John Cowart Dawsey, que discute quest√Ķes relacionadas √† antropologia da performance, do drama e do ritual. A partir de 2011, passou a abrigar tamb√©m o grupo PAM (Pesquisas em Antropologia Musical), coordenado pela Profa. Rose Satiko Hikiji que investiga o di√°logo entre antropologia e m√ļsica.

Desde 2003, o LISA possibilita o acesso às fichas de seu banco de dados (incluindo fotos e filmes) via internet. A consulta aos documentos é feita exclusivamente no local e os vídeos só saem para as aulas dos professores no Departamento de Antropologia.

Para uma descrição mais detalhada das atividades do LISA, acesse este link.

Para saber como o LISA pode apoiar ou realizar produ√ß√Ķes audiovisuais de pesquisadores e alunos da FFLCH acesse nossos "Procedimentos para realiza√ß√£o audiovisual".